O que mais gostei em Atenas

Chegar em Atenas causa a mesma impressão de chegar em Berlin: você fica um pouco perdido no idioma.

Ao chegar pegamos um taxi pro hotel pois estava muita chuva e ficamos com receio de molhar as coisas por não saber direito o caminho do metrô.

Já no hotel, ficamos em um lugar bem localizado, duas quadras do metrô, que facilitou muito. O hotel em si é fraco mas suficiente. A região também não era muito boa, onde não recomendaram andar a noite mas isso é desnecessário, mais adiante comento porque.

O metrô não é tão intuitivo quanto o da Alemanha, o principal motivo é que usamos o Google Maps pra saber as estacoes até os locais e os nomes saiam um pouco diferente da forma grega de escrita, mas deu pra se virar. Eles também tem um ticket válido por 24 horas ou 70 minutos, tudo depende da sua programação.

Como o tempo foi curto focamos nos pontos principais, Akropolis, museus e templos, posteriormente faremos um post com o guia de Atenas.

O único ponto que não notamos é que os principais pontos turísticos fecham as 15, por conta disso não conseguimos entrar em 3, mesmo assim deu pra ter uma boa visão deles só do lado de fora do portão.

Outra coisa que gostei muito foi a alimentação, além de farta e bem feita é barato, assim como as coisas pra comprar de lembrança e utilidades, basta olhar com atenção e você consegue comer muito bem por menos de 15 euros por casal.

Atenas merece pelo menos 2 dias inteiros por conta do horário curto dos locais e por você precisar caminhar bastante (como na Akropolis, que tem que subir tudo apé). As pessoas são amigáveis nas lojas mas não se engane: cuidado com suas coisas pois é muita gente por todos os lados e como toda cidade grande sempre tem os espertinhos!

Enviado via celular

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: